Home Artigos Ortopedia Causas de dor no ombro

Causas de dor no ombro

Autor: Dr. Fabiano Cunha, atualizado em 05/07/2014

Tenho atendido muitas pessoas com dor no ombro e resolvi esclarecer algumas duvidas para facilitar o dia-a dia de quem sofre do problema.É lógico que cada dor pode ter origem de uma causa diferente (síndrome do impacto, ruptura do manguito rotador, tendinite do bíceps, SLAP), mas algumas dicas ajudam na hora de diminuir a dor.

A posição do braço atrás da cabeça na hora de assistir televisão ou dormir, carregar muito peso com braço aberto, postura para digitar ou trabalhar são as causas  mais comuns de dor no ombro. 

E a dor de noite para dormir?

A maior parte das pessoas reclama de dor de noite na hora de dormir, seja porque dormem de bruços, seja por dormir em cima do braço (ombro). É importante a avaliação de um especialista se a dor não melhorar depois de duas ou tres semanas. Só examinando já é possível saber que tipo de problema está causando a dor e planejar o tratamento.   Agora explico as causas de dor no ombro, divididas em Síndrome do impacto, ruptura (rotura ) do manguito rotador, tendinite do bíceps, artrose ( degeneração acrômio clavicular).

 Tenho atendido muitas pessoas com dor no ombro e resolvi esclarecer algumas duvidas para facilitar o dia-a dia de quem sofre do problema.É lógico que cada dor pode ter origem de uma causa diferente (síndrome do impacto, ruptura do manguito rotador, tendinite do bíceps, SLAP), mas algumas dicas ajudam na hora de diminuir a dor.


A posição do braço atrás da cabeça na hora de assistir televisão ou dormir, carregar muito peso com braço aberto, postura para digitar ou trabalhar são as causas  mais comuns de dor no ombro.

  1. Bursite/Tendinite do ombro: É a dor mais comum no ombro, e geralmente tem relação com esforço repetitivo, telemarketing ou musculação excessiva. Se manifesta como uma dor no ombro que pode ser mais interna, quando dormimos em cima do ombro ou na lateral, no meio do braço. A bursite pode doer o tempo todo, piora quando se faz algum esforço ou trabalho ou de noite, atrapalhando o sono. A Bursite é causada por uma inflamação de um amortecedor(Bursa) que fica entre dois ossos do ombro(O Acrômio:Passe a mão sobre o ombro, esse é o acrômio- e o Úmero). Toda vez que levantamos o cotovelo acima do ombro esta Bursa inflama, mas o corpo cicatriza. O problema é justamente ficar fazendo esforço repetitivo, porque não dá tempo de cicatrizar. No caso da musculação, muitas vezes tem a questão de mudar o treino e isto pode forçar algum músculo não previsto, levando a bursite também. Quando não tratamos a bursite, a inflamação piora, atinge músculos e tendões(quando o musculo gruda no osso) e aí surge a tendinite.Portanto, tendinite é uma piora da bursite.

O tratamento para bursite ou tendinite de ombro começa com fisioterapia, mas se estiver muito avançada precisa de mais tipos de tratamento para ajudar. Existe um tratamento novo para tendinite chamado ondas de choque, ou swiss dolorclast, que é realizado pelo mesmo principio da litotripsia. Para quem nunca ouviu estes nomes, vamos lá : Litotripsia é um tratamento onde se encosta na pele do cliente um aparelho que emite ondas de som. Este som penetra através da pele, através do rim e quebra a pedra lá dentro. Em ortopedia já se usa este método há mais de 10 anos para tendinites, esporão de calcâneso, etc. Se é tão bom, porque você nunca ouviu falar? Porque não é coberto pelos convênios, porque não se pode fazer propaganda de tratamentos médicos, porque o tratamento é um pouco dolorido, aí estão algumas razões. O importante é que o tratamento funciona, muitos atletas profissionais ou amadores já realizaram ondas de choque e retornaram para seus trabalhos, esporte, tudo normal.

2. Síndrome do impacto É a dor que causa fraqueza ao redor do ombro, agulhadas, cansaço, dificuldade para levantar (elevar) o braço e carregar peso. 

O que causa a sindrome do impacto? 

Há varias causas, mas algumas pessoas têm mais risco de sofrer dor no ombro, por questões como tipo de trabalho, antecedentes familiares com este problema, musculação, etc. O importante é identificar quem tem este risco aumentado e iniciar tratamento cedo, para evitar cirurgia.  Qual é o tratamento para a sindrome do impacto? Podemos dividir em etapas:
  1. Fisioterapia: fundamental.
  2. Ergonomia: ajustar o trabalho, o jeito de carregar peso na academia, o jeito de dormir.
  3. Musculação: com técnica correta e atenção de profissional da área.
  4. Cirurgia: fica como ultima opção

 Cirurgia para síndrome do impacto Apesar do pavor que causa a cirurgia, hoje em dia as técnicas estão mais simples, a anestesia é local ( no ombro), o cliente dorme, usa-se a artroscopia( furinhos), sem cortes, com recuperação muito mais tranqüila.

A cirurgia é sempre o ultimo recurso, mas deve ser encarada como tratamento que resolve, é efetivo, de baixo risco e rápida recuperação, tanto para o trabalho como para esportes


 

Telefone

Central de Atendimento

(11) 5031.8484

Convênios

  • AFRESP
  • AGF
  • AMIL - INDIVIDUAL
  • CET
  • CABESP
  • CARE PLUS
  • CASSI
  • CORREIOS
  • GAMA
  • ITAU SAUDE
  • MEDISERVICE
  • NOTREDAME
  • PLAMTEL
  • PORTO SEGURO
  • SABESPREV
  • SUL AMERICA
  • UNIBANCO
mediservice.gif